Blog

Qual o real valor de um curso de poucos dias?

Qual o valor de um curso? Até quanto você pagaria por uma capacitação de um ou dois dias? Os cursos de curta duração estão virando referência, mas muitos profissionais possui medo de cair no conto do vigário. Não precisa se preocupar, pois toda e qualquer tipo de qualificação vale a pena, desde que os facilitadores possuam um conhecimento e você tenha vontade de aprender.

Buscar conhecimento tem sido um divisor de águas na vida dos profissionais das mais diversas áreas e os motivos são diversos, desde o interesse em manter-se atualizado a buscar novas habilidades para destacar seu currículo. ”Estudar é importante, principalmente para quem deseja empreender. Adquirir e aprimorar conhecimentos e novas habilidades pode ensinar o empreendedor a investir, gerenciar melhor seu negócio e até mesmo divulgá-lo”, comenta o CEO da Recruitment e empreendedor Alenilson Barbosa.

Interna_blog_valorDeUmCurso

Qual o melhor curso a se fazer?

Essa pergunta geralmente é respondida com outra pergunta: o que você almeja para seu futuro profissional? Com tantos cursos profissionalizantes, técnicos, tecnólogos e até mesmo superior fica difícil saber e mensurar o real valor deles na trajetória profissional. Mas o empreendedor é claro, é preciso aprimorar-se em outras coisas durante o caminho.

“Cursos profissionalizantes são boas opções para quem precisar arrumar emprego rápido e quem quer ingressar no mercado de trabalho uma formação em menos tempo. Porém, o profissional não deve parar ali. Deve buscar sempre crescer”, aconselha.

Os cursos técnicos são boas opções para quem ainda está em dúvida sobre qual carreira seguir. Além disso, assim como o profissionalizante, pode ser feito porque ainda está no ensino médio ou participa de programas sociais do governo. Alguns possui a duração de até dois anos. “Gosto de enfatizar que o  investimento em educação sempre é válido. Sempre aconselho que faça um profissionalizante e o dinheiro que for entrando vá para investir em um curso técnico, que exige menos investimento financeiro. A partir daí, vá subindo degrau, por degrau até chegar na formação superior. Fazer faculdade é o sonho de muita gente, mas além desse sonho tem muito esforço a ser contabilizado”, orienta.

EAD x Presencial

Outro embate muito comum é quanto ao formato dos cursos. Alguns estudantes preferem fazer cursos pela internet, os chamados EAD (sigla para Educação à distância) por conta da flexibilidade de horário, aprendizado no próprio ritmo e o fato de não precisar se deslocar ao local de estudo. Mas é preciso ficar atento: nem tudo é vantagem. “Todos e qualquer curso necessita dedicação. Se você possui dificuldade em organizar uma rotina de estudos ou quer trabalhar com algo que requer prática, os cursos presenciais são mais indicados”, explica.

De fato, a preocupação do mercado de trabalho é o conhecimento do profissional, ou seja, sua competência para realizar o serviço. Os empregadores consideram como relevante o fato de ter aprendido e a busca constante por conhecimento.


Deixe uma resposta

ou logue-se com

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *